O Renascer da Magia – Kenneth Grant


   compre na saraiva cultura amazon martins fontes

Renascer da Magia - Kenneth Grant - Exclusivo Penumbra LivrosO Renascer da Magia (título original: The Magical Revival), de Kenneth Grant, está de volta ao Brasil. Este clássico foi lançado pela primeira vez em 1972, pela Samuel Weiser, e tem sido uma obra de referência desde então. A versão em Inglês foi lançada por diversas editoras ao longo das décadas, e hoje está saindo pela Starfire Publishing, que em 2010 publicou uma versão revisada pelo próprio autor, apenas um ano antes de seu falecimento.

O livro foi traduzido para diversos idiomas, e chegou até a ter uma edição em português, que saiu em 1997 pela Editora Madras, mas já se encontra fora de catálogo há bastante tempo.

A Penumbra Livros está trazendo de volta O Renascer da Magia, em uma edição totalmente renovada. Trata-se de uma tradução completamente nova e atualizada, baseada no texto revisado de 2010. Ao contrário das outras versões nacionais, este volume vem em capa dura, com ilustrações coloridas, e com o texto original na íntegra, sem cortes.

O Renascer da Magia inicia um ciclo conhecido como As Trilogias Tifonianas. É uma excelente introdução geral às obras que o seguem, que se aprofundam em temas mais específicos. Um breve relato da vida e a relação completa de obras do autor Kenneth Grant podem ser encontrados aqui.

Em O Renascer da Magia, Grant apresenta de forma clara e sem rodeios os cultos e correntes mágicas esquecidos da Antiguidade, incluindo o culto Sumério a Shaitan, as tradições Tântricas (da mão esquerda e da mão direita), e as famosas (mas desconhecidas) correntes Draconianas ou Tifonianas do Egito Antigo. Durante milênios, estas tradições permaneceram esquecidas, mas voltaram a atrair atenção no começo do século passado.

O Renascer da Magia - ClássicosO livro descreve como estas tradições foram redescobertas e trazidas de volta do ostracismo por alguns ocultistas do século XX, como Aleister Crowley, Dion Fortune e Austin Osman Spare. O livro não se limita, no entanto, às personalidades famosas. São várias as histórias sobre personagens menos conhecidos ligados a este renascimento; como, por exemplo, Charles Stansfeld Jones (Frater Achad) e Jack Parsons.

Kenneth Grant teve acesso a uma vasta quantidade de escritos não publicados de Crowley – diários, cartas, etc. Somado ao contato pessoal direto entre os dois, isto possibilitou a Grant uma visão clara e objetiva da doutrina de Crowley, tão hermética, complexa e misteriosa. Grant chegou a perceber alguns aspectos ocultos que o próprio Crowley não percebeu, e detalha sua interpretação da doutrina de Crowley em O Renascer da Magia. Qualquer um que já tentou ler a obra de Crowley sem uma clara orientação é capaz de compreender o quanto é difícil penetrar os símbolos e floreios deliberadamente inseridos no texto para dificultar a compreensão do não iniciado. O mesmo se aplica a Austin Osman Spare – suas principais idéias são explicadas neste volume da forma mais compreensível que se tem notícia.

O Renascer da Magia - TraduçõesGrant também introduz os conceitos fundamentais da Corrente Tifoniana, resgatada e desenvolvida por ele mesmo em seu trabalho na Loja Nu-Isis e, subsequentemente, em sua Ordem Tifoniana. Esta corrente engloba aspectos de tantra, magia sexual e ensinamentos de doutrinas orientais. Mas trata, fundamentalmente, dos cultos ancestrais da aurora da humanidade, deliberadamente demonizados ao longo dos milênios. Estas antigas tradições, graças a pessoas como Grant, passam hoje por um renascimento. Esta obra é fundamental para entender os fundamentos desta Corrente.

O livro toca em diversos aspectos pouco difundidos da magia – magia sexual, a corrente lunar, vampirismo, o uso de drogas para finalidades mágicas, entre outros.

Um último grande ponto de interesse em O Renascer da Magia é a introdução ao conceito de contato com inteligências não-terrenas. Grant discorre sobre a natureza de Aiwaz, que supostamente deu início ao atual Aeon de Hórus, e inclusive traça um paralelo entre as entidades do Culto de Crowley e dos Mitos de Cthulhu – que talvez não sejam meramente fictícias. Estes conceitos são aprofundados nos próximos livros das Trilogias Tifonianas.

   compre na saraiva cultura amazon martins fontes

Save

Save

Save

Save

Save