Sirius - O Sol por trás do Sol

Sirius – O Sol por trás do Sol

De acordo com a tradição hermética, o Sol que ilumina nossos dias é apenas um reflexo de Sirius, o Sol maior, nossa estrela mais brilhante. Sirius (também conhecida como Sothis) já fez parte da antiga constelação da Fênix, mas há tempos é considerada a estrela mais brilhante de Canis Major, de onde vem o nome Canicula. Isto exemplifica o quanto o significado de Sirius mudou ao longo da história da humanidade.

Ela é a estrela mais brilhante do céu noturno, e pode ser observada de quase todas as regiões habitadas da Terra. Esta posição de destaque fez com que Canicula fosse amplamente usada como forma de medir o tempo pelos povos antigos. Sua chegada aos céus anunciava aos Egípcios as cheias do Nilo, que traziam renovação à terra devastada. Conhecer o ciclo desta estrela era uma questão de sobrevivência. É natural que implicações religiosas tenham sido atribuídas a este astro magnífico desde a aurora dos tempos. Sirius trazia a renovação, a mudança. A equivalência com o ciclo solar estabeleceu o conceito de que nosso Sol seja um reflexo de Sirius, o verdadeiro portador da renovação.

A divindade Egípcia Set está associada a Sothis. Há, inclusive, uma semelhança inegável entre as duas palavras. Sirius também está associado ao Sul, e ao conceito do Acéfalo, ou do Inascido, usando o termo popularizado por Aleister Crowley. O Acéfalo é a imagem do Sol em Amenti, a Luz do Inframundo. Por isso, Sirius traz renovação, mas está ligado a conceitos hoje tidos como negativos – Set, que recentemente virou vilão hollywoodiano; a luz das regiões infernais. Mas é importante ressaltar que estes conceitos nem sempre foram negativos. Na verdade, colocando em perspectiva histórica, a demonização pós-cristã destes conceitos é bastante recente.

No final do século XIX e no início do XX, houve uma nova onda de aceitação dos conceitos ao redor de Sothis. Crowley usa o conceito exaustivamente. Kenneth Grant elucida o renascimento da antiga corrente mágica que tem Sirius como peça chave em sua obra O Renascer da Magia, que foi lançada no Brasil pela Penumbra Livros, depois de muitos anos fora de circulação.

Sirius - O Sol por trás do Sol

(Imagem: Sirius fotografado pelo Hubble)

Save

Deixe uma resposta