Bruxaria, satanismo e sacrifício humano


Duas crianças, possivelmente argentinas, teriam sido usadas para um ritual satânico. Elas foram encontradas esquartejadas em Novo Hamburgo, do Rio Grande do Sul, segundo informações da investigação Operação Revelação. O principal suspeito é Sílvio Fernandes Rodrigues, de 44 anos, que se considera ícone nas artes ocultas no Brasil e exterior.

Ele é o dono do “Templo de Lúcifer” e teria recebido R$25 mil pagos à vista por Jair da Silva e Paulo Ademir Norbert da Silva. Outros suspeitos também estão sendo investigados. O ritual teria sido para prosperidade no ramo de negócios imobiliários.

“Esse tipo de ritual, que envolve abusos sexuais, sangue, morte e até aprisionamento em concreto, é muito comum nos Estados Unidos, em Uganda, na Europa e outros lugares. No templo desse bruxo que prendemos, encontramos várias imagens de demônios, livros de bruxaria, magia negra e maçonaria”, afirmou Moacir Fermino, coordenador da investigação, que é titular da 2ª DP,  e que responde pela Delegacia de Homicídios de Novo Hamburgo para a imprensa.

Tal horrendo acontecimento acendeu debates na comunidade ocultista. Afinal, a bruxaria e o satanismo apoiam o sacrifício humano? A Bíblia Satânica, escrita por Anton LaVey, condena a sacrifício de sangue.  Para LaVey, o magista precisa ter poder o suficiente para retirar a energia de si mesmo durante um ritual. As regras satânicas reforçam esta ideia.

Filosofia do satanismo

Para entender melhor a filosofia satânica, listamos aqui as regras descritas na Bíblia Satânica:

1) Nunca dê opiniões e conselhos, a menos que seja perguntado.

2) Nunca conte suas dificuldades aos outros, a menos que esteja certo de que eles querem ouvi-las.

3) Quando no lar de outrem, mostre-lhe respeito ou nunca vá lá.

4) Se um convidado em seu lar lhe ofende, trate-o cruelmente e sem piedade.

5) Nunca faça avanços sexuais, a menos que você receba o sinal de acasalamento.

6) Nunca apanhe o que não lhe pertence, a menos que seja um peso para a outra pessoa e ela implore para ser ajudada.

7) Reconheça o poder da mágica se você a tem empregado com sucesso para obter os seus desejos. Se você negar o poder da mágica depois de tê-la evocado com sucesso, perderá tudo o que obteve.

8) Nunca se queixe de nada de que não necessite para si.

9) Nunca moleste crianças.

10) Nunca mate animais não-humanos, a menos que seja atacado ou para comer.

11) Quando caminhando em território aberto, não aborreça ninguém. Se alguém lhe aborrece, peça-o para parar. Se ele não parar, destrua-o.

As Onze Regras Satânicas da Terra
Por Anton Szandor LaVey

É irônico que reproduzam o pensamento histérico de que satanismo envolve abusos e sacrifícios, especialmente num mundo em que milhares de crianças foram abusadas por 800 membros da Igreja Católica e outras milhares sofreram nas mãos de líderes religiosos. A diferença, talvez, é que tais membros da Igreja raramente são punidos por seus atos.

Repudiamos o sacrifício

A bruxaria nada mais é que a comunhão com a Natureza. Isso dispensa o uso de sacrifício, pois o mago  encontra poder o suficiente em si mesmo e na sua conexão com cosmos. Além disso, associam muito a imagem de Baphomet com tais atrocidades. É importante ressaltarmos uma vez mais: repudiamos o abuso e o sacrifício.

Abusadores estão por toda parte e se escondem em vestimentas sagradas e comportamento supostamente exemplar. É preciso punir com rigor todo tipo de violência, especialmente tratando-se de crianças.

Se você quer de fato compreender Baphomet, muito além de rótulos e fantasias, recomendamos O Livro de Baphomet. Nele você encontra uma excelente base para aprender mais sobre a história, os cultos e o os rituais que envolvem este ser. Apenas através da leitura e da prática séria ocultista que veremos de fato resultados práticos no dia-a-dia.

compre o livro de baphomet na penumbra saraiva cultura martins fontes