Grant Morrison e os Hipersigilos Literários


Grant Morrison é um dos roteiristas de quadrinhos mais interessantes da atualidade. Traz em seu currículo desde títulos clássicos, como Batman e Homem Aranha, até obras autorais que fogem bastante do convencional, como Os Invisíveis. O que nem todos os seus leitores sabem é que Grant Morrison é também um praticante das artes ocultas.

Morrison tem perspectivas bastante modernas sobre Magia. Ele não esconde suas inclinações, falando abertamente sobre o assunto em diversas entrevistas, e também se endereçando a seu público (para aqueles que não se limitam a ler os quadrinhos). Morrison escreveu, por exemplo, o prefácio de Book of Lies: The Disinformation Guide to Magick and the Occult, com uma explicação do conceito de Pop Magick, que não era tão significativo alguns anos atrás.

Em suas obras autorais, além da influência de figuras como Robert Anton Wilson e Aleister Crowley, Grant Morrison aborda assuntos ocultos através da lente da cultura pop. Talvez o exemplo mais evidente de sua visão sobre magia seja o incidente em que, deparado com a possibilidade do cancelamento de Os Invisíveis, Morrison solicitou auxílio mágico a seus leitores. Este auxílio viria na forma de uma maratona de masturbação da parte dos leitores, com o objetivo de aumentar magicamente as vendas da revista. A masturbação e outras técnicas sexuais são métodos conhecidos e altamente eficientes de se atingir resultados mágicos; no entanto, há quem diga que o aumento de vendas da revista se deu à polêmica gerada pelo pedido pouco usual de Morrison. O magista consciente pode se perguntar: não seria o objetivo maior da magia prática obter resultados palpáveis? Isso, não podemos negar, foi o que Morrison conseguiu. Os Invisíveis foi publicado até o fim, e se tornou sucesso em todo o mundo. A relevância da causa do sucesso – se magia ou “golpe de marketing” – parece irrelevante.

Outro conceito usado em Os Invisíveis é o do hipersigilo. Hipersigilos são uma extrapolação da técnica de sigilos desenvolvida por Austin Osman Spare e amplamente usadas por magistas do Caos. Um hipersigilo pode ser uma obra de arte ou composição complexa, representando desejos não evidentes com significado mágico. Exemplos de hipersigilos abundam na música, mas Os Invisíveis é um raro caso desta técnica aplicada à mídia dos quadrinhos. O hipersigilo de Os Invisíveis tinha como objetivo levar a cultura a uma direção mais positiva. E parece que funcionou.

 

Grant Morrison - Hipersigilos Literários

Save